APURAÇÃO DO PRIMEIRO HOMICÍDIO DO ANO CORRIDO  EM UBÁ

A Polícia Civil de Minas Gerais apura o homicídio consumado ocorrido no 
dia 04 de janeiro, em desfavor de Anderson Souza, 36 anos, no Bairro 
Palmeiras, em Ubá.

Conforme informações do titular da Delegacia Antidrogas e Homicídios, 
Delegado Alexandrino Rosa de Souza, os investigadores, juntamente com a 
perícia técnica, iniciaram as investigações no local e conseguiram 
identificar o suspeito. “Um homem de 25 anos com quem Anderson possuíra 
desavenças pretéritas”, informou. Após diligências efetuadas pela 
Polícia Civil, o investigado se apresentou ontem na Delegacia Regional 
de Ubá, acompanhado do advogado dele. O suspeito foi ouvido e confessou 
o crime. “ Ele indicou o paradeiro da arma utilizada, apreendida pelos 
policiais civis”, contou.

Arma utilizada no crime.

Segundo a autoridade policial, “o suspeito alegou legítima defesa, pois 
Anderson Souza teria investido contra o autor com uma faca, razão pela 
qual teria efetuado os disparos. Alega que o motivo pelo crime teria 
sido um homicídio praticado por Anderson, no final do ano de 2017, cuja 
vítima era amiga do suspeito”.

O Delegado explicou ainda que a vítima, Anderson Souza, respondia por 
dois homicídios e estava em liberdade. Ele havia sido preso em operação 
deflagrada pela mesma equipe no dia 21 de junho do ano passado, por 
homicídio praticado próximo à rodoviária de Ubá, no dia 29 de setembro 
de 2016.

As investigações continuam com o objetivo de esclarecer todas as 
circunstâncias do caso e, posteriormente, serão encaminhadas ao Poder 
Judiciário para o prosseguimento do processo judicial.

Informações da Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais

Comente Aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *